25/10/2018

Outubro Rosa do Coren-RJ lota o auditório do Souza Aguiar.

Antenado com o calendário mundial de campanhas de prevenção pela

Antenado com o calendário mundial de campanhas de prevenção pela saúde humana, o Coren-RJ, como em todos os anos, realizou um evento educativo pelo Outubro Rosa, através do seu Programa Capacita Coren-RJ, na manhã de quinta-feira, 25 de outubro, no auditório do Hospital Municipal Souza Aguiar (HMSA). Em torno de 220 profissionais e estudantes de enfermagem lotaram o local, onde atualizaram seus conhecimentos e ouviram experiências enriquecedoras, desde a abertura do evento até as palestras em torno do tema “Controle e Prevenção do Câncer de Mama e do Cérvico Uterino”, com os professores Antônio Ribeiro (Fiocruz) e Carla Shubert.

A enfermeira Dra. Lilian Behring, coordenadora do Programa Capacita Coren-RJ, fez às vezes de mestre de cerimônias, ao lado dos realizadores: a presidente do Coren-RJ, Ana Lúcia Telles Fonseca, do primeiro-secretário, Glauber Amâncio, e da conselheira Zuleide Aguiar. As anfitriãs, que proporcionaram a cessão do auditório, foram as enfermeiras Dra. Thais de Rezende Bessa Guerra e Dra. Maria Claudia Guerra Souto Maior, ambas diretoras do HMSA.

Mensagens de conteúdo que traduziam a experiência na profissão foram unânimes nas falas dos membros da mesa. A primeira a dar seu recado foi a presidente do Coren-RJ, lembrando que a categoria é composta majoritariamente por mulheres – realidade refletida na presença feminina maciça na plateia. Além de aconselhar as profissionais a cuidarem com zelo de suas saúde, Ana Lúcia Telles recomendou que, por fraternidade, esta camada feminina deve adotar como rotina uma atuação mais humanizada no cuidado para com as pacientes.

– Não podemos ignorar como mulheres o pedido de socorro de outra mulher, ou pior, reproduzir a violência contra outra mulher nesta condição. O olhar da enfermagem não pode ser assimétrico, de cima para baixo, àquelas a quem prestamos a assistência. A mulher com câncer precisa de apoio, de que entenda seu sofrimento para abrandá-lo e auxiliar na cura”, instruiu a presidente Ana Lúcia Telles, que trabalhou na enfermagem oncológica por mais de 20 anos.

A advogada Marilha Boldt, gerente da página Superação da Violência Doméstica no Facebook, fez uma apresentação mostrando a relação de casos de câncer de mama e de colo do útero, entre outras comorbidades (obesidade e depressão), como consequências da violência doméstica.

 

As Palestras

Na primeira palestra do dia, o enfermeiro sanitarista da Fiocruz, Antônio Ribeiro, abordou o tema “Câncer de Colo de Útero”, onde apresentou um panorama da política nacional de atenção básica sobre este tipo de enfermidade. Além disso, exibiu dados coletados no Brasil inteiro, explicou os principais fatores de risco, demonstrou a importância da utilização do preservativo como método de prevenção e os sinais do câncer cérvico-uterino.

A enfermeira e professora Carla Shubert, complementou o Outubro Rosa do Coren-RJ com uma palestra sobre o câncer de mama. Em dados demonstrados, foi exposto que a enfermidade é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres brasileiras e estes alcançam o número de, aproximadamente, 60 mil casos por ano. Enfatizou ainda a importância do autoexame e, principalmente, do exame clínico, que deve ser feito anualmente.

Após o evento, os profissionais do Hospital Municipal Souza Aguiar que assistiram as palestras, fizeram um “rolezinho cultural” pela unidade, dividindo informações científicas que absorveram com os colegas que estavam de serviço, multiplicando assim o conteúdo do Outubro Rosa do Coren-RJ.

Um sucesso!

 




  • BannerLateral_codigo_etica
  • e-dimensionamento-207x117
  • add_5
  • parecer_CT2